Linha de apoio para que possa obter esclarecimentos sobre a forma de promover o sucesso escolar, as relações interpessoais, os comportamentos saudáveis e o bem-estar das crianças.

Envie a sua questão
PESQUISAR
 
TEMAS

"não!"

2 anos

acordar a meio da noite

actividades

adolescência

agressividade

almoçar na escola

anjinho

ansiedade

assertividade

autonomia

avós

birras

boçar

bondoso

brinca

brinquedos

bruxas

calendário

cansaço

castigos

causa

ciume

comida

competencias; criança; adaptada

comportamento

comportamento alimentar

compromisso

comunicação

contrariedades

crianças hiperactivas - parte 1/3

crianças hiperactivas - parte 2/3

crianças hiperactivas - parte 3/3

criatividade

cultura

delegação; competências; reforço; positi

depressão

desafiar os pais

desenvolvimento

diagnóstico

dificuldades cognitivas

dificuldades de aprendizagem

dinamica familiar

disciplina

dislexia

divorcio

divórcio

doenças

dores de cabeça

dormir

educação

emoção

ensino

escola

esfincter anal

estratégias

falar durante a noite

familia

fraldas

frustração

grelha; acompanhamento; relação

hiperactividade

horários

individuação

infantário

influencias

irmaos

irmãos

irmãos; relação; equipa; partilha

irritações

isolamento

limites

medos

modelos de educação

negociação

negociar

negociar com emoção

obesidade infantil

pais

palmadas

pensamento simbolico

permissividade

privacidade

quarto dos pais

refeições

regras

relação pais-filhos

respostas

separação

separação de pais

sexualidade

sono

sonolencia

sopa

tempo; pais; angustia; dedicação

tolerância

tv

vómito

xi-xi

todas as tags

ARTIGOS
Educação
ARQUIVOS

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Domingo, 27 de Janeiro de 2008
...

Boa Tarde,

A nossa sociedade cada vez mais promove o individualismo em detrimento da vida comunitária, mesmo da vida familiar. A proliferação de computadores e televisões em cada casa veio reinforçar mais a faceta individualista já presente em todos os adolescêntes. Tenho um filho com 13 anos que está em plena  "adolescência", com tudo a que tem direito!  O seu quarto, o seu espaço e a sua música. Como família todos temos as nossas obrigações comuns e procuramos que as crianças cresçam com a ideia que a cooperação de todas é necessário para a coesão familiar, e para a casa funcionar. Somos uma equipa.
A minha pergunta é se consideram possível um adolescente participar  nas actividades familiares, aqui incluo lúdicas e obrigações de cada um, como arrumar o quarto, participar no dia a dia da casa, sem ser sempre como uma obrigação, mas sentir que está a participar na vida da família, e que a sua cooperação é positiva e necessária para o bom ambiente familiar.

Obrigada.

Teresa  Washington Dc

 

Cara Teresa,
 
Antes de mais muito obrigado pela confiança depositada no Consultório de Educação. Relativamente à questão que nos coloca, de facto, a adolescência é uma fase do desenvolvimento muito complexa. Trata-se duma fase de transição, onde a passagem do mundo infantil para o do adulto se pode dar duma forma mais ou menos turbulenta, consoante cada caso. É uma fase onde, por várias razões, as competências, as necessidades, as projecções, as maturidades físicas e intelectuais nem sempre andam sincronizadas umas com as outras.
Como se sabe, é um período que envolve descobertas dos limites pessoais, de experiências sensoriais e intelectuais, e que por isso mesmo carecem de um acompanhamento parte dos pais que seja orientador e regulador, mas também gratificador e securizante. Encontrar este equilíbrio sozinho pode não ser fácil. Um adolescente precisa dum adulto para encontrar o seu equilíbrio e a sua autoconfiança. A oportunidade dada pelos pais em fazerem tarefas que não são divertidas no imediato, mas que são necessárias na forma de como é viver em família, vão trazer mais tarde personalidades mais maduras e adaptadas.
São muito importantes os modelos de referência que cada adolescente encontra em casa. Quanto mais coerência e consistência encontrarem, mais fácil será a sua vida porque mais seguros se vão sentir em alturas de maior dúvida.
A reacção por parte dos adolescentes em forma de resistência é normal e muito comum, nem que seja porque o que é bom é fazerem-se coisas que dêem prazer. Ao mesmo tempo, esta reacção com os pais pode ser um sinal de que os filhos sentem espaço suficiente à discussão e à troca de ideias. Será, portanto, um sinal de procura de autonomia e individualização. É importante, que aos poucos, os adolescentes possam sentir que são capazes de serem adultos. Procure ir encontrando as oportunidades e alturas certas para o fazer, elogiando as boas iniciativas e o facto de terem conseguido honrar os compromissos assumidos.
Implique toda a família na construção das tarefas onde cada um possa ter responsabilidades e objectivos específicos, em que embora possam ser diferentes entre si, têm objectivos comuns: trabalhar em equipa, respeitando a diferença e individualidades de cada um. Numa relação com os nossos filhos, tal como numa negociação, o sucesso só se encontra se o negócio for bom para as duas partes.
 
Com os melhores cumprimentos,
 
A equipa Let’s Grow
 



Publicado por consultoriodeeducacao às 23:14
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos


Marque a sua consulta







Morada:
Av. António Augusto de Aguiar, 38 R/c Esq.
1050-016 Lisboa
Telefones: 93 933 55 88 / 91 659 88 38
email: info@letsgrow.pt
www.letsgrow.pt
http://consultoriodeeducacao.blogs.sapo.pt/

O QUE É … A LET’S GROW?

A Let’s Grow é um projecto português que nasceu em 2006 da necessidade sentida pelos Psicólogos Miguel Botelho de Barros (área Clínica) e Rui Nunes da Silva (área Social e das Organizações) de criar um programa de consultoria para a infância. Deste modo, a Let’s Grow integra na sua formação duas áreas distintas mas complementares que, ao cruzarem informação, permitiram melhorar significativamente a compreensão e a resposta face às lacunas sentidas nos projectos próprios da infância relativamente às competências sociais e emocionais.

A Let’s Grow é um conceito inovador e muito prático, que adapta as últimas descobertas da Psicologia Social e do Desenvolvimento Infantil às novas necessidades do séc. XXI. Através da aplicação de uma metodologia eficaz e rápida, È possível as crianças experimentarem e interiorizarem as ferramentas que promovem um desenvolvimento mais completo.

A nossa Missão

A missão da Let’s Grow é ser a Parceira das Crianças, suas Famílias e Escolas, de modo a que todos consigam gerir de forma eficaz os processos de crescimento e de mudanças, através do desenvolvimento e optimização das suas competências emocionais e sociais.
blogs SAPO
RSS