Linha de apoio para que possa obter esclarecimentos sobre a forma de promover o sucesso escolar, as relações interpessoais, os comportamentos saudáveis e o bem-estar das crianças.

Envie a sua questão
PESQUISAR
 
TEMAS

"não!"

2 anos

acordar a meio da noite

actividades

adolescência

agressividade

almoçar na escola

anjinho

ansiedade

assertividade

autonomia

avós

birras

boçar

bondoso

brinca

brinquedos

bruxas

calendário

cansaço

castigos

causa

ciume

comida

competencias; criança; adaptada

comportamento

comportamento alimentar

compromisso

comunicação

contrariedades

crianças hiperactivas - parte 1/3

crianças hiperactivas - parte 2/3

crianças hiperactivas - parte 3/3

criatividade

cultura

delegação; competências; reforço; positi

depressão

desafiar os pais

desenvolvimento

diagnóstico

dificuldades cognitivas

dificuldades de aprendizagem

dinamica familiar

disciplina

dislexia

divorcio

divórcio

doenças

dores de cabeça

dormir

educação

emoção

ensino

escola

esfincter anal

estratégias

falar durante a noite

familia

fraldas

frustração

grelha; acompanhamento; relação

hiperactividade

horários

individuação

infantário

influencias

irmaos

irmãos

irmãos; relação; equipa; partilha

irritações

isolamento

limites

medos

modelos de educação

negociação

negociar

negociar com emoção

obesidade infantil

pais

palmadas

pensamento simbolico

permissividade

privacidade

quarto dos pais

refeições

regras

relação pais-filhos

respostas

separação

separação de pais

sexualidade

sono

sonolencia

sopa

tempo; pais; angustia; dedicação

tolerância

tv

vómito

xi-xi

todas as tags

ARTIGOS
Educação
ARQUIVOS

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007


Domingo, 17 de Fevereiro de 2008
Como escolher os brinquedos para os seus filhos!
Como toda a gente sabe, a actividade profissional que as crianças têm é brincar, e as ferramentas que elas utilizam para brincar são os brinquedos.
A questão que se coloca é que tipo de brinquedos é que elas devem ter? Quais é que são os mais e os menos apropriados? Por quais é que havemos de decidir se todos os dias as crianças são “bombardeadas” na televisão pelos mais variados anúncios, e se têm disponíveis óptimos desenhos animados que ainda por cima, a maior parte das vezes são cópias perfeitas de bonecos que se podem vestir, que vão a festas, são personagens de aventuras fantásticas, uns casam e têm filhos, outros são invasores galácticos, etc. Existe portanto, uma concorrência enorme no que diz respeito ao entretenimento e brincadeiras.
Idealmente, os brinquedos que se devem comprar são aqueles que são os apropriados às suas idades. Por exemplo, embora um microscópio possa ser bastante estimulante e útil para uma criança de 11 anos, é muito provável que fique numa prateleira, sem ser tocado, se for oferecido a uma criança de idade pré-escolar.
Já por outro lado, se comprar uma boneca à sua filha, que já venha com um vestido, por exemplo, medieval e com algum significado histórico, é muito provável que rapidamente a sua imaginação voe no tempo.
Actualmente, muitas empresas já indicam nas caixas dos brinquedos as faixas etárias próprias, o que já ajuda bastante tanto na escolha como no efeito que vão suscitar, pondo de lado a frustração e sentimentos de incapacidade que poderiam provocar.
Na escolha de brinquedos para o seu filho, não deixe também de ter em conta as diferentes áreas de competências que alguns brinquedos ajudam a desenvolver.
Por exemplo, desenvolver a motricidade fina é essencial numa criança que está a aprender a escrever o seu nome. Os brinquedos que potenciam e desenvolvem melhor esta competência são os carrinhos de brincar, materiais de construção, yô-yôs, imãs, jogos de vídeo, o manuseamento de ratos de computador ou escrever com teclados de computador.
Já no que diz respeito a desenvolver a capacidade coordenadora e a desenvolver a força dos músculos duma criança, é indicado uma corda para saltar, andar de patins, jogar com raquetes, começar a andar de patins em linha, ou até começar a andar de bicicleta.
Os brinquedos podem ajudar a desenvolver a imaginação das crianças. As crianças, nos seus primeiros anos de escola, adoram brincar ao faz-de-conta. Por exemplo adoram brincar a fazer de conta que são o senhor dos correios, ou a fazerem de conta que são professores e que estão a ensinar o ABC aos seus alunos. Experimente dar um kit de médico ao seu filho e vai ver que começa logo a simular operações nos seus bonecos preferidos. As crianças da primária adoram brincar com bonecas e com animais. Por isso mesmo, nestas idades, não prive um rapaz de brincar com bonecas, nem desencoraje raparigas a brincar com carrinhos ou com brinquedos que são tradicionalmente de rapazes. Se preferir, para além de bonecas ou animais de peluche, os fantoches são uma boa alternativa, porque são óptimos para dar vida e vozes e recriar histórias através da imaginação. Não esqueça que pela imaginação duma criança, a caixa que vem com o frigorifico ou com o novo micro-ondas lá para casa pode ser rapidamente transformada numa estação espacial ou num teatro de marionetas.
As crianças, basicamente, adoram é fazer coisas e brincar. Encoraje os seus filhos a trabalharem a criatividade, assegurando sempre que eles tenham à mão papel, lápis, marcadores, canetas, tintas, pincéis, lápis-de-cera, etc. Os brinquedos de encaixe, os Legos, os Playmobil, etc., são óptimos para projectos de arquitectura. Os kits de jóias, os instrumentos musicais, etc. são óptimos para desenvolver as suas criatividades.
Outro tipo de brinquedos que ajudam as crianças a desenvolver a sua capacidade de pensar são precisamente os jogos de tabuleiro. No caso de crianças mais novas é melhores jogos simples, mas nos mais velhos os puzzles, livros, e kits científicos são os mais indicados. Para além das crianças, praticamente todos os jogos de tabuleiro têm um lado muito positivo porque podem ser sempre feitos em família.
Nunca houve um número tão grande de software de computadores para ajudar crianças a aprender a ler e escrever, para escreverem, ou até mesmo para aprenderem coisas sobre o mundo. Procure escolher com cuidado, dentro da oferta existente e assegure-se acerca da idade em ser ou não apropriada. Já agora, assegure-se também que o software que comprou tem simultaneamente características educacionais e de entretenimento. À medida que as capacidades de leitura do seu filho melhorarem, a Internet pode começar a ser também uma boa ferramenta para exercitar a curiosidade e a explorar novas áreas do conhecimento. Tal como com a TV, na utilização da Internet é aconselhada a supervisão e medidas de precaução, pela capacidade interactiva e de exposição que a web oferece.

Independentemente da loja para comprar os brinquedos aos seus filhos, pense antes em comprar brinquedos activos, mais do que os passivos. A maior parte dos brinquedos existentes hoje em dia, permitem fazer logo toda a brincadeira carregando em um ou dois botões e… já está! É muito mais benéfico e importante para o desenvolvimento do seu filho que ele tenha brinquedos que permitam envolver-se activamente com eles e na própria brincadeira. 

Brinque com os seus filhos!

A equipa Let's Grow



Publicado por consultoriodeeducacao às 15:19
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos


Marque a sua consulta







Morada:
Av. António Augusto de Aguiar, 38 R/c Esq.
1050-016 Lisboa
Telefones: 93 933 55 88 / 91 659 88 38
email: info@letsgrow.pt
www.letsgrow.pt
http://consultoriodeeducacao.blogs.sapo.pt/

O QUE É … A LET’S GROW?

A Let’s Grow é um projecto português que nasceu em 2006 da necessidade sentida pelos Psicólogos Miguel Botelho de Barros (área Clínica) e Rui Nunes da Silva (área Social e das Organizações) de criar um programa de consultoria para a infância. Deste modo, a Let’s Grow integra na sua formação duas áreas distintas mas complementares que, ao cruzarem informação, permitiram melhorar significativamente a compreensão e a resposta face às lacunas sentidas nos projectos próprios da infância relativamente às competências sociais e emocionais.

A Let’s Grow é um conceito inovador e muito prático, que adapta as últimas descobertas da Psicologia Social e do Desenvolvimento Infantil às novas necessidades do séc. XXI. Através da aplicação de uma metodologia eficaz e rápida, È possível as crianças experimentarem e interiorizarem as ferramentas que promovem um desenvolvimento mais completo.

A nossa Missão

A missão da Let’s Grow é ser a Parceira das Crianças, suas Famílias e Escolas, de modo a que todos consigam gerir de forma eficaz os processos de crescimento e de mudanças, através do desenvolvimento e optimização das suas competências emocionais e sociais.
blogs SAPO
RSS