Linha de apoio para que possa obter esclarecimentos sobre a forma de promover o sucesso escolar, as relações interpessoais, os comportamentos saudáveis e o bem-estar das crianças.

Envie a sua questão
PESQUISAR
 
TEMAS

"não!"

2 anos

acordar a meio da noite

actividades

adolescência

agressividade

almoçar na escola

anjinho

ansiedade

assertividade

autonomia

avós

birras

boçar

bondoso

brinca

brinquedos

bruxas

calendário

cansaço

castigos

causa

ciume

comida

competencias; criança; adaptada

comportamento

comportamento alimentar

compromisso

comunicação

contrariedades

crianças hiperactivas - parte 1/3

crianças hiperactivas - parte 2/3

crianças hiperactivas - parte 3/3

criatividade

cultura

delegação; competências; reforço; positi

depressão

desafiar os pais

desenvolvimento

diagnóstico

dificuldades cognitivas

dificuldades de aprendizagem

dinamica familiar

disciplina

dislexia

divorcio

divórcio

doenças

dores de cabeça

dormir

educação

emoção

ensino

escola

esfincter anal

estratégias

falar durante a noite

familia

fraldas

frustração

grelha; acompanhamento; relação

hiperactividade

horários

individuação

infantário

influencias

irmaos

irmãos

irmãos; relação; equipa; partilha

irritações

isolamento

limites

medos

modelos de educação

negociação

negociar

negociar com emoção

obesidade infantil

pais

palmadas

pensamento simbolico

permissividade

privacidade

quarto dos pais

refeições

regras

relação pais-filhos

respostas

separação

separação de pais

sexualidade

sono

sonolencia

sopa

tempo; pais; angustia; dedicação

tolerância

tv

vómito

xi-xi

todas as tags

ARTIGOS
Educação
ARQUIVOS

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007


Quarta-feira, 20 de Agosto de 2008
"Normalmente distrai-se a fazer asneiras"
O meu filho com 14 meses teve sempre uma personalidade difícil, mas creio que agora ele "tomou-nos o pulso", como vulgarmente se diz.
Nunca está satisfeito com nada e não consigo que fique sossegado a brincar por mais do que 2 minutos. Chateia-se logo e começa a procurar outra coisa para fazer. Normalmente distrai-se a fazer asneiras...
Tem ao seu dispor um cesto com brinquedos, mas prefere coisas banais, como as chaves de casa, as molas da roupa, a escova do cabelo, a escova dos dentes. Já comprámos uma série de brinquedos mas nada o cativa por muito tempo (5 minutos já é para nós uma eternidade...).
O problema principal é quando é contrariado, pois muitas vezes temos que lhe tirar das mãos objectos perigosos ou acabar com as asneiras. Nesta situação ele chora compulsivamente, chegando a sentar-se e dar cabeçadas no chão, a bater-se nele próprio, a espernear-se todo, a berrar e já começou a bater-nos com bastante força.
Enfim, agora nem sei se deva ir jantar fora, passear para mais longe de casa,  pois nunca sei o que vai acontecer!
Tento acalma-lo com uma voz suave, canto, distrai-o,... O que é certo é que a paciência começa a esgotar-se e depois começo a falar mais rudemente e chego por vezes a prometer-lhe uma palmada.
Também sempre teve problemas com a alimentação. De há duas semanas para cá é um autêntico martírio dar-lhe a sopa ao almoço e ao jantar. Se antigamente ainda podia dar-lhe a sopa fora de casa, agora é completamente impensável!!!
Chora como um perdido, afasta a cabeça, serra os lábios, berra, esperneia-se e não come a sopa. Rendidos, porque o João só chegou ao percentil 50 por volta dos 10 meses com muito esforço, acabámos por lhe dar ou um iogurte ou um boião de fruta. A primeira colher é forçada, pois pensa que é sopa, mas quando se apercebe que é "coisa doce" acaba por abrir a boca a pedir mais.
Acontece que quando o forçamos a comer a sopa o João acaba por vomitar. Vomita na altura ou passado umas horas e apercebemo-nos que a digestão ficou parada.
Ele não come carne ou peixe, por muito desfeitos que estejam. A massa ou arroz come 2, 3 colheres de chá no máximo. Legumes cozidos ou outro tipo de alimento causa-lhe tamanha aversão que até nos mete aflição como uma criança tão pequena tenha tanto nojo da comida.
 

TEMAS: ,

Publicado por consultoriodeeducacao às 23:35
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos


Marque a sua consulta







Morada:
Av. António Augusto de Aguiar, 38 R/c Esq.
1050-016 Lisboa
Telefones: 93 933 55 88 / 91 659 88 38
email: info@letsgrow.pt
www.letsgrow.pt
http://consultoriodeeducacao.blogs.sapo.pt/

O QUE É … A LET’S GROW?

A Let’s Grow é um projecto português que nasceu em 2006 da necessidade sentida pelos Psicólogos Miguel Botelho de Barros (área Clínica) e Rui Nunes da Silva (área Social e das Organizações) de criar um programa de consultoria para a infância. Deste modo, a Let’s Grow integra na sua formação duas áreas distintas mas complementares que, ao cruzarem informação, permitiram melhorar significativamente a compreensão e a resposta face às lacunas sentidas nos projectos próprios da infância relativamente às competências sociais e emocionais.

A Let’s Grow é um conceito inovador e muito prático, que adapta as últimas descobertas da Psicologia Social e do Desenvolvimento Infantil às novas necessidades do séc. XXI. Através da aplicação de uma metodologia eficaz e rápida, È possível as crianças experimentarem e interiorizarem as ferramentas que promovem um desenvolvimento mais completo.

A nossa Missão

A missão da Let’s Grow é ser a Parceira das Crianças, suas Famílias e Escolas, de modo a que todos consigam gerir de forma eficaz os processos de crescimento e de mudanças, através do desenvolvimento e optimização das suas competências emocionais e sociais.
blogs SAPO
RSS